Política Externa

Theodore Sorensen (1928-2010), um dos últimos elos com Camelot de John Kennedy

por em 17/12/2010

Ele não foi apenas um “ghost writer” do senador e presidente John Kennedy. Os repórteres que cobriam o período defi niam Sorensen como uma espécie de “alter ego intelectual” de Kennedy, um de seus conselheiros mais íntimos e decisivamente infl uentes, comparável ao irmão Robert. Este, por sinal, deu testemunho que corroborava a impressão dos jornalistas ao dizer que sabia quando um problema do presidente era sério: “sempre que a questão era realmente difícil, Jack [John Kennedy] chamava Ted Sorensen”, que tinha especial orgulho de sua participação nas tomadas de decisões da crise dos mísseis cubanos.

Para continuar lendo esta matéria é necessário ser assinante da Política Externa

Já sou assinante Faça a sua assinatura
Esta matéria faz parte do volume 19 nº3 da revista Política Externa
Volume 19 nº 3 - Dez/Jan/Fev 2010 Os rumos do comércio mundial

China e EUA – de guerras cambiais a guerras comerciais

Ver detalhes desta edição Assine o acervo
Voltar Topo

Comentários