Política Externa

Decifrando a crise no Oriente Médio

por em 27/02/2015
Decifrando a crise no Oriente Médio

Os processos em curso no Oriente Médio expressam o que foi reprimido pela divisão do Império Otomano entre as potências vitoriosas (particularmente, Inglaterra e França) após a Primeira Guerra Mundial. Esse retorno foi mediado por diferentes fatores, como os fracassos das ditaduras modernizadoras, a economia do petróleo, a intervenção das potências internacionais e o ressurgimento político-religioso. Além desses processos, outros ajudam a entender o quadro atual: a persistência dos laços de família ampliada e lealdades aos clãs, que limitam a individualização; a reação patriarcalista frente a um mundo ocidental que aprofunda a liberação feminina; características intrínsecas da religião muçulmana que travam o surgimento de tendências reformistas; além dos problemas de pobreza e de baixo nível de escolaridade, que facilitam a entrada de organizações paraestatais que provêm serviços sociais.

The current turmoil in the Middle East in a great extend is the product of: 1. The continuity of religious, ethnic and cultural differences that pre-existed to and were repressed by the division of the Ottoman Empire among the victorious Nations of the World War; 2. The failure of the military nationalist secular regimes to produce stable political, social and cultural alternatives; 3. The end of cold war, the foreign intervention and the confrontations among local national powers for the hegemony in the region and in the Muslim world.

Para continuar lendo esta matéria é necessário ser assinante da Política Externa

Já sou assinante Faça a sua assinatura
Esta matéria faz parte do volume 23 nº3 da revista Política Externa
Volume 23 nº 3 - jan/fev/mar 2015 A Tragédia do Charlie

O atentado contra o semanário satírico Charlie Hebdo foi interpretado por muitos como parte de um conflito entre extremistas muçulmanos e um jornal em campanha quase sistemática contra o Islã extremista.

Ver detalhes desta edição Assine o acervo Adquira esta edição
Voltar Topo

Comentários