Política Externa

Os acordos entre a Argentina e a China: presente e perspectivas

por em 19/11/2015
Os acordos entre a Argentina e a China: presente e perspectivas

Será a Argentina capaz de extrair benefícios, não apenas em curto prazo, de todos os acertos e compromissos alcançados com a China, mesmo que tais acordos tenham sido fomentados pela urgente necessidade de compensar a escassez de divisas estrangeiras? Este artigo analisa esse impacto sobre as políticas de desenvolvimento da Argentina, seus efeitos econômicos e políticos em parcerias tradicionais, com o Brasil, por exemplo, e as alternativas que teriam levado a uma negociação diferente.

Will Argentina be able to benefit, not only in the short term, of all agreements and commitments reached with China, since what has propelled such understanding has been the urgent need to compensate its scarcity of foreign currency? This article analyses the impact over the development policies of Argentina, its political and economic links with traditional partners such as Brazil and the alternatives that it could have negotiated differently.

Para continuar lendo esta matéria é necessário ser assinante da Política Externa

Já sou assinante Faça a sua assinatura
Esta matéria faz parte do volume 24 nº1 e 2 da revista Política Externa
Volume 24 nº 1 e 2 - jul/dez 2015 O Histórico Acordo de Viena

O Acordo de Viena sobre o projeto nuclear iraniano evitou as consequências trágicas da hipótese de o Irã, país inserido na região mais tensa do mundo, obter armamento nuclear.

Ver detalhes desta edição Assine o acervo Adquira esta edição
Voltar Topo

Comentários