Política Externa
Vol. 22 nº 1 - Jul/Ago/Set 2013 Vol. 22 nº 1 - Jul/Ago/Set 2013

Coreia do Norte

A roupa nova do rei da Coreia. Leia mais

Adquira esta edição

Conteúdo desta edição

  • Editorial
  • Artigos
  • Documentos
  • Livros
  • O mundo na ficção
  • Passagens

Carta dos editores

Dois países da América do Sul, Venezuela e Paraguai, realizaram eleições presidenciais este ano, em momentos particularmente críticos de sua história, após o fim de governos de dois líderes polêmicos e ideologicamente alinhados: Hugo Chávez e Fernando Lugo, aquele por morte, este por ter sofrido controverso processo de impeachment. Agora, com novos presidentes, Nicolás Maduro e Horacio Cartes, as duas nações vizinhas se organizam para o futuro, e esta Revista analisa quais são essas perspectivas.

Três artigos tratam da Venezuela: o do brasileiro Demétrio Magnoli, o da venezuelana Margarita López Maya e o dos americanos Jennifer McCoy e Michael McCarthy. No caso do Paraguai, o estudo do que está adiante para o país é feito pelo jornalista e mestre em relações internacionais paraguaio Gustavo Codas.

O futuro da América Latina como um todo é o tema do texto seguinte, de autoria do ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos, que passou uma temporada na Universidade de São Paulo, para uma série de palestras e atividades com estudantes e professores dessa instituição, dentro de um novo programa, chamado Cátedra José Bonifácio, que é explicado em comentário que se segue ao artigo de Lagos, preparado pelo vice-diretor do Instituto de Relações Internacionais da USP, Pedro Bohomoletz de Abreu Dallari.

Questões referentes à política comercial do Brasil são tratadas por quatro especialistas, Paulo Costacurta de Sá Porto, Welber Barral, Marília D'Orazio de Matos e Rodrigo Cardoso Silva; já Fábio Koifman se dedica à posição da esquerda brasileira frente à guerra civil na Síria, em dois textos que trazem a esta edição assuntos sobre a política externa de nosso país.

O experiente diplomata Marcos de Azambuja relata diversos casos de gafes cometidas em situações de Estado, num artigo mais leve sobre a atividade da diplomacia.

O segundo mandato de Barack Obama na Presidência dos EUA é o assunto do editor desta revista, Carlos Eduardo Lins da Silva. E o que se pode esperar do papado de Francisco é o que expõe o filósofo Roberto Romano em sua colaboração para este número.

A Coreia do Norte, que assustou o mundo com suas ameaças de ataques nucleares no início do ano, é abordada em dois textos nesta edição. No primeiro, o psiquiatra Paulo Cesar Sandler tenta, com todos os cuidados, fazer uma análise à distância da mente de seu jovem líder Kim Jong-un e especula o que se pode esperar dele. No outro, na seção “O Mundo na Ficção”, a economista Helga Hoffmann faz a crítica de um livro e um filme que têm o país como personagem principal e faz considerações sobre o que se pode aprender a respeito da nação a partir dessas obras ficcionais.

Quatro personagens importantes dos temas de relações internacionais morreram recentemente e são objeto de artigos na seção “Passagens” desta edição. A premiê britânica Margaret Thatcher é objeto da análise do diplomata brasileiro Paulo Tarso Flecha de Lima, que foi embaixador do Brasil em Londres. O premiê italiano Giulio Andreotti tem sua vida observada pelo diplomata brasileiro Rubens Ricupero. O teórico de relações internacionais Kenneth Waltz é homenageado por sua ex-aluna, a intelectual americana Jane S. Jaquette. E o jornalista Ruy Mesquita tem seu trabalho estudado pelo também jornalista Paulo Sotero, que trabalhou com Mesquita muitos anos como correspondente de O Estado de S. Paulo em Washington.

Nas resenhas deste número, o historiador Boris Fausto faz sua leitura do último livro de Eric Hobsbawm, o crítico uruguaio Danubio Torres Fierro analisa uma trilogia do ex-presidente de seu país Julio María Sanguinetti, o diplomata brasileiro João Alfredo dos Anjos Jr. avalia a biografia de José Bonifácio escrita por Miriam Dolhnikoff e o especialista em relações internacionais Oliver Stuenkel resenha Pax Indica, de Shashi Tharoor.

Finalmente na seção “Documentos”, a transcrição de fala do ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso e da intervenção do seu ministro de Relações Exteriores Celso Lafer feitas em seminário sobre o papel do Brasil na América Latina realizado no Instituto Fernando Henrique Cardoso, em São Paulo.

Os editores

Voltar Topo
Mais Política Externa
Assine a Newsletter

Receba semanalmente os últimos acontecimentos da Política Externa em sua caixa postal. Cadastre-se gratuitamente.